Tokyo Tower, Odaiba, Ginza, Ueno e Ikebukuro – 4º diário de viagem

shinjuku-gyoen-park
Shinjuku, Harajuku, Shibuya e Akihabara – 3º diário de viagem
09/04/2016
Dicas-para-planejar-sua-viagem-ao-japão
Dicas para planejar sua viagem ao Japão
15/04/2016
Tokyo Tower, Odaiba, Ginza, Ueno e Ikebukuro

No 4º diário de viagem pelo Japão, nosso roteiro em Tóquio inclui, a Tokyo Tower, Odaiba, Ginza, Ueno e Ikebukuro. De pé bem cedo, com o roteiro programado, mapas, referências e anotações na bolsa (sim, nós não usamos wi-fi portátil ou GPS), saímos para um café da manhã reforçado perto do hotel e antes de ir para a estação, fomos comprar nossos ingressos para o evento de 15 anos do One Piece!

Nosso amigo Leonardo nos disse que nas lojas da 7 Eleven vendiam os ingressos, mas na máquina estaria tudo em Kanji, nada em inglês (é Japão né?! uma hora ia acontecer!), mas que podíamos pedir a ajuda dos atendentes.

Bom, começamos tentando explicar ao atendente da loja que queríamos os ingressos para o evento e a partir daí foi tudo muito engraçado! A Silvia e a Nádia acham que o garoto atendente era coreano, pois parecia que nem ele sabia direito o que estava escrito na tela.

Tinha uma outra vendedora (que sabia mais inglês) estava atendendo outra pessoa e ele ficava confuso, reclamava baixinho, (de um jeito engraçado), talvez alguns xingamentos e olhava para trás buscando a outra menina! Nessa altura já estávamos morrendo de vontade de rir, mas nós seguramos né?! Depois de mais alguns resmungos, ele conseguiu fazer com que a máquina imprimisse os ingressos! Estava marcado para o final da nossa viagem.

Tokyo Tower

Da estação de Shinjuku pegamos a linha Oedo em direção a estação de Akabanebashi e já saindo da estação é possível ver a Torre de Tóquio.

A torre foi construída como símbolo de renascimento do Japão em 1958,  tem 333 metros de altura, 13 a mais que a Torre Eiffel, um observatório principal fica a 150 metros e um especial a 250 metros, os dois com uma vista espetacular de 360º de Tóquio! Compramos o ingresso para o observatório principal que custava 820yen (R$16,40) e subimos para o observatório.

Uma visão maravilhosa da cidade. Tem uma janela de vidro no chão do piso pra ver embaixo a altura que estamos. Tiramos várias fotos e ficamos pensando em voltar à noite, pois a vista deve ser maravilhosa também!

Chegando na tokyo tower

Chegando na tokyo tower

Estava toda torta pra fugir do sol no meu olho haha

Fomos apenas ao 1º ponto de observação

Visão além do alcance! haha

Vista panorâmica da Tokyo Tower

Passamos no andar de lembrancinhas e depois fomos para nosso próximo passeio: Odaiba (ou Daiba, fico na dúvida ainda rsrs)

Odaiba

É uma pequena ilha artificial na baía de Tóquio, nós chegamos até lá pela linha Yurikamome, que possui um trem elevado que dá a volta acima da baía e em parte do caminho o trem é suportado pela ponte Rainbow Bridge (ponte arco-íris), que é conhecida também pela sua linda iluminação noturna. É super moderno e logo ficamos encantadas com a vista o percurso até lá foi demais!
Os edifícios são modernos e abrigam shoppings, museus e laboratórios, tudo tem uma atmosfera bem futurista. Em Odaiba também fica a TV Fuji, que transmitiu sucessos como Dragon Ball, o prédio é fácil de achar tem uma grande esfera no topo, onde fica um observatório.

Chagando em Odaiba

Eu aqui de novo querendo sair pulando por aí

A vista da cidade, mas uma vez, é linda! A atração é paga, mas não lembro quanto. Conhecemos um espaço com cenários da TV, o mascote da Fuji, mais lojinhas, mas achamos melhor não ir, pois iria demorar e pela tentação de comprar.

Chegando na TV Fuji

Fachada da Tv Fuji, aquela esfera lá em cima é o observatório

Adoro essa foto!

Em Odaiba, acontecem grandes eventos de anime e mangá, ainda tem um grande centro de convenções, o Big Sight. Lá também tem o Sega Park (que eu só descobri depois), é um grande parque de fliperamas com jogos da companhia.

Almoçamos no shopping Aquacity Odaiba, que tem um réplica da estátua da liberdade na beira da baía, rodamos um pouco pra achar um restaurante bom e em conta, o shopping era enorme, opções não faltaram.

Meu almoço do dia e pra não ter erro “Orange juice”

Vista de Tóquio a partir de Odaiba

Da parte alta do shopping tinha uma boa vista para a Raibow Bridge

Depois partimos para nosso próximo passeio: Ginza (Lê-se guinza).

Ginza

Com edifícios luxuosos, ruas super limpas e marcas de grife, Ginza é o bairro dos mais endinheirados japoneses. O programa aqui é comprar, comprar e comprar, mas no nosso caso foi só olhar, olhar e olhar por curiosidade haha.

Fizemos uma passagem rápida pelo bairro, acesso na estação Ginza da Linha Hibiya. As principais avenidas, são Sotobori-Dori, Harumi-dori e Chuo-dori, na sua maioria de lojas de grifes internacionais, uma mais chique que a outra, muitas pessoas passeando, eles até fecharam a rua para os pedestres, acredito que isso acontece sempre nos finais de semana. O bairro também possui cafés charmosos e casas de sushi chiques. Destaque para o prédio da Sony, uma grande Apple Store e para uma Lego store.

Rua de Ginza fechada para carros

Um prédio melhor que o outro

Gente fina, elegante e sincera… e total turista!

Assim que a gente se vira em Tóquio, tira foto dos mapas que tem inglês!

Em seguida, partimos para Ueno.

UENO

De Ginza fizemos baldeação na estação JR Yurakucho e descemos na estação JR Ueno. É uma zona tradicional de Tóquio (fica mais ao norte) e com um dos maiores parques da cidades, com museus, vários templos religiosos e o zoológico da cidade, famoso por seus pandas. Foi um dos primeiros lugares que separei para conhecer de Tóquio.

Mapa do Ueno park. Fonte:Japan Guide

E gente, realmente é muito grande! Em pleno domingo, época do hanami, já, saindo da estação, uma multidão de japoneses, nem precisamos pesquisar pra que lado ficava o parque, era só seguir junto com todo mundo. Esse é um dos parques mais disputados para comtemplar as cerejeiras, apesar de muito cheio, nós três ficamos muito felizes por estar lá naquele final de tarde.

Perto da entrada, vimos um templo budista, o Kiyomizu Kannon Temple, ele fica em uma parte alta e tem um terraço, de onde deu pra ver outra parte do parque e o pôr do sol!

Chegando em Ueno

Entramos perto do templo Kiyomizu Kannon-Do

Não sei porque adorei essa foto

Vista do terraço do templo

O parque estava todo decorado com lanternas ao longo do caminho, várias cerejeiras (sakura) floridas espalhadas por toda parte, e embaixo delas, muitos japoneses cobrindo o chão e fazendo a festa! E foi muito legal ver os japoneses se divertindo e bêbados daquele jeito!

Todos felizes, curtindo aquele momento, que pra eles é importante e significa renascimento, e vai ser pra mim também, daqui pra frente! Nunca mais vou esquecer! Como disse minha amiga Nádia, “Uma visão pra guardar pro resto da vida!”.

Japoneses em sua festa no parque Ueno

Tão charmosas essas lanternas

Sill e Nádia, melhores companheiras de viagem

Nádia e eu, ao fundo japas brincando de “lutinha” haha

Como não amar esse lugar!

Bom, ainda tínhamos mais um destino: Ikebukuro

Ikebukuro

Já noite e ainda estávamos afim de explorar a cidade, voltamos para a estação JR Ueno e fomos para a JR Ikebukuro. Muito parecido com Akihabara e Shinjuku e tão movimentado quanto, o bairro tem gosto de vida noturna. Vários edifícios e lojas com luminosos, muitos de eletrônicos, games e coisas para otakus.

Caminhamos entre as ruas e logo vimos aquela loja de livros, a Book Off! E claro, não podíamos deixar de entrar e ver se achávamos mais algumas primeiras edições de mangás! Depois aproveitamos um pouco mais da agitação do bairro antes de voltar para o nosso hotel.

Só tem estação movimentada nessa cidade

Adorei as ruas de Ikebukuro

Diversão a gente vê aqui

Acho difícil não dizer que estávamos novamente exaustas! Porém, super satisfeitas pelo ótimo dia que tivemos. Essa foi nossa última noite em Shinjuku! A partir daqui vamos aprender a se virar em outras cidades do Japão.

Continue acompanhando nossa viagem pelo Japão aqui no blog, clique aqui para ver por onde nós já passamos.

Erika Silva
Erika Silva

Metida a viajante, de boa e tranquila por fora, ansiosa e planejadora por dentro. É designer gráfico, na casa dos trinta anos, amante de filmes, séries, desenhos, música, chocolate com coco, livros e sobremesas.

Os comentários estão encerrados.

%d blogueiros gostam disto: