Cataratas do Iguaçu: Como foi visitar essa maravilha da natureza

Como-é-o-Parque-das-Cataratas-do-Iguaçu-do-lado-argentino
Como é o Parque das Cataratas do Iguaçu do lado argentino
05/01/2020
Templo budista em Foz do Iguaçu
Templo Budista em Foz do Iguaçu
01/07/2020

Cataratas do Iguaçu: Como foi visitar essa maravilha da natureza

capa Cataratas-do-Iguaçu-Como-foi-visitar-essa-maravilha-da-natureza_

As Cataratas do Iguaçu, são o grande motivo de milhares de turistas visitarem Foz do Iguaçu todo ano. E não é à toa, as cataratas são maravilhosas e sua beleza causam um impacto enorme.

Deveria ser obrigatório os brasileiros visitarem as cataratas ao menos uma vez na vida, assim como a floresta amazônica.

Já faz um bom tempo que eu coloquei as Cataratas do Iguaçu na minha lista de viagens pelo Brasil, minha ideia era viajar com a minha família, mas como nem sempre é possível combinar as férias, achei melhor não desperdiçar a oportunidade e embarquei para Foz do Iguaçu sozinha.

Vem comigo ver as Cataratas do Iguaçu e como foi visitar essa maravilha da natureza.

 

Onde ficam as Cataratas do Iguaçu e como visitar

parque-nacional-do-iguaçu-entrada

Entrada do Parque Nacional do Iguaçu

Parque Nacional do Iguaçu

As Cataratas do Iguaçu ficam dentro do Parque Nacional do Iguaçu, metade do lado brasileiro na cidade de Foz do Iguaçu e metade do lado argentino, na cidade de Puerto Iguassú.

Você também pode fazer a visita pelo lado argentino, eu fui e contei tudo nesse post aqui.

Em 1939, o Parque Nacional do Iguaçu foi criado, mas foi em 1986 que ganhou da UNESCO o título de Patrimônio Mundial da Natureza. São 600 mil hectares de áreas protegidas junto com a parte argentina e outros 400 mil em florestas ainda primitivas.

É uma área protegida, com grande biodiversidade, diversos animais vivendo livres, como os quatis que estão por todo o parque, muitas aves, borboletas e até onças.

Engana-se quem acha que o Parque se resume à vista das Cataratas, além do passeio Macuco Safari que chega pertinho das quedas, o parque tem outras trilhas, um hotel e o restaurante Porto Canoas com vista para o rio.

Mapa parque nacional -Cataratas-do-Iguaçu

Mapa parque nacional do Iguaçu. Fonte: cataratasdoiguacu.com.br

Onde comprar ingressos e como chegar

Os ingressos podem ser comprados pela internet antecipadamente, no site oficial ou na entrada do parque, nas máquinas de autoatendimento ou na bilheteria (são aceitos dinheiro, cartão de débito e crédito), e por último em agências de turismo.

Para brasileiros, os ingressos para adultos custam R$43, a partir de 12 anos, para crianças e idosos custam R$11 (crianças de 2 a 11 anos e idosos acima de 60 anos) e crianças com menos de 2 anos não pagam (Valores de 2020).

Para ver os valores para visitantes estrangeiros e visitantes do mercosul, (que tem um desconto) entre no site cataratasdoiguaçu.com.

O Parque abre diariamente das 9h às 17h.

O Parque fica no final da Avenida das Cataratas, você pode ir com o ônibus 120 que sai do Terminal de Transporte Urbano – TTU e passa pelas principais avenidas de Foz do Iguaçu.

É possível chegar com um carro por aplicativo, o Uber funciona bem, paguei R$23,50, do hostel perto do terminal até o parque, antes das 9h da manhã, se quiser utilizar taxis cuidado com as tarifas altas e abusivas.

Para quem está de carro, o estacionamento custa R$24 e é super tranquilo de chegar.

Outra opção é comprar um transfer com uma agência de viagem, mas acredito que só compense se você estiver hospedado em um dos resorts afastados, estiver incluso num pacote e por um preço bem camarada, pesquise o preço do uber antes para comparar.

 

Partiu Cataratas do Iguaçu!

Utilizei o ônibus 120 para chegar ao parque, levei em torno de 30 minutos, já que ele parou em vários pontos, também é o mesmo ônibus que passa no aeroporto de Foz do Iguaçu. O ônibus 120 te deixa na frente do parque, na verdade o final dele é lá.

Comprei meu ingresso antecipado pela internet, então foi só mostrar o código pelo celular ou impresso para entrar. Ao chegar ao parque se informe e já verifique se tiver interesse em comprar ingresso para outras atrações.

A entrada do parque é grande tem algumas lojas, banheiros, um pequeno museu e oferecem pra tirar uma foto num mural perto da fila, pra no final você comprar a foto.

Ônibus interno

Do embarque 1, centro de visitantes, saem os ônibus que circulam internamente no parque, parando nas estações, alguns tem 2 andares ou abertos.

Entrei em um ônibus “tipo sanfona” enorme, eles saem com frequência e tudo é sinalizado por uma gravação que anuncia a próxima estação e as atrações dela.

As mais procuradas são a do Macuco Safari, Trilha das Cataratas e estação Espaço Porto Canoas. Desça nessa última, somente se você tiver pouca mobilidade ou se estiver com alguém assim.

Estação Macuco Safari: Passeio de barco nas Cataratas do Iguaçu

O roteiro que eu fiz foi fazer o passeio Macuco Safari pela manhã, depois fiz uma parada para o lanche/almoço e depois peguei o ônibus para descer na estação Trilha das Cataratas e fazer todo o percurso a pé, que termina na estação Porto Canoas.

O passeio Macuco Safari é um passeio de barco onde você navega pelo rio e chega bem próximo de uma das quedas das Cataratas, é sensacional, vale muito o preço e por isso merece um post à parte aqui.

Eu escolhi fazer esse passeio primeiro porque me disseram que ele molha muito, mesmo usando capa de chuva. Então, como não queria terminar o passeio com a roupa encharcada, preferi fazer antes e não terminar o passeio muito molhada. É possível trocar de roupa depois do passeio do macuco, há vestiários e armários para deixar os pertences.

Ah e se você escolher fazer o passeio do Macuco depois, você terá que pegar o ônibus até o embarque 1 para depois descer na estação do Macuco Safari.

 

Trilha das Cataratas

Vista para as cataratas no começo da trilha

Vista para as cataratas no começo da trilha

A estação Trilha das Cataratas é a mesma estação do Hotel Belmond. Sim, tem um lindo hotel dentro do parque, esse Hotel ficou famoso por receber algumas celebridades e pela vista para as Cataratas.

A trilha panorâmica das cataratas, ao longo do seu caminho, nos mostra mais de 200 quedas d’água que formam as Cataratas do Iguaçu de diversos ângulos.

Logo em seu início já encontramos esse lindo mirante e muitos quatis que já se mostravam bem confortáveis com a presença dos turistas.

A trilha é bem desenhada e toda pavimentada, só não é considerado acessível por ter escadas no percurso, mas não tem risco de se perder ou sair dela.

Essas cataratas ficam no lado argentino

Cataratas do lado argentino ao fundo

A vista ao longo da trilha

A vista ao longo da trilha, tem até uma ilha no meio!

É um caminho bem fácil, tranquilo de fazer com a família, inclusive com crianças. Se for com crianças pequenas, veja de carregá-las no canguru.

No meio da trilha tem o Espaço Tarobá com lanchonetes e banheiros, para uma parada durante o percurso.

A experiência de caminhar pelo parque, com o barulho das Cataratas no fundo é demais. São aproximadamente 1km de trilha e ao longo do caminho há vários mirantes para tirar fotos e admirar a beleza das águas.

Tenha paciência para tirar fotos a cada mirante

Tenha paciência para tirar fotos a cada mirante

Mesmo sozinha consegui algumas boas fotos

Mesmo sozinha consegui algumas boas fotos

Em um momento da trilha, pelo que entendi, ela se divide e é possível seguir direto para o elevador panorâmico, acima no nível do rio ou seguir por uma trilha por baixo que fica no nível da passarela. Eu não lembro de ver o caminho de cima haha e segui pela trilha de baixo, então fique de olho.

No final da trilha de baixo, já perto das cataratas, você pode ir para a direita e seguir na passarela suspensa em frente às cataratas ou continuar em frente na trilha e ir para o Espaço Naipi, com lanchonetes e banheiros e um deck ao lado de uma das quedas dágua.

Passarela para as Cataratas do Iguaçu

Passarela para as Cataratas do Iguaçu

Foto clássica da passarela para as Cataratas do Iguaçu

Essa é a imagem que todo brasileiro tem das Cataratas do Iguaçu, a vista panorâmica da passarela suspensa. E ela é sensacional!

Durante a trilha a gente vai tendo a noção do quão gigante são as cataratas, o barulho, tudo é grandioso, mas quando a gente chega na passarela é que sentimos toda a força do lugar, a real dimensão das Cataratas do Iguaçu.

Eu me emocionei vendo tudo aquilo, senti uma presença gigante ali.

Caminhando para a ponta da passarela pode ver algumas quedas bem de perto e no final ela nos leva até a Garganta do Diabo, a maior queda das cataratas com 80m!

Passarela-para-as-Cataratas-do-Iguaçu-lado-direito-

Passarela para as Cataratas do Iguaçu lado direito, é bem no alto de uma queda d’água.

Passarela para as Cataratas do Iguaçu lado esquerdo

No lado brasileiro, a gente tem uma visão panorâmica e do lado esquerdo, mais de baixo das cataratas, inclusive a Garganta do Diabo. Já no lado argentino a gente vê o lado direito das cataratas, de baixo, de cima e vemos a Garganta do Diabo de cima.

Na minha opinião, não tem um lado mais bonito que o outro, eles são complementares. Vale a pena visitar os dois lados para ver o quão magnifico são as Cataratas do Iguaçu!

Depois de ver as Cataratas da passarela, fui descansar um pouco no Espaço Naipi, esse espaço tem lanchonetes e banheiros e decks para admirar novamente as cataratas e tirar mais fotos.

Daí segui o caminho para cima, pelo elevador panorâmico e temos mais uma vista linda, com muito barulho, agora de cima no nível do rio.

Cataratas-ao-fundo-estação-elevador-panoramico

Deck depois de pegar o elevador panorâmico

 

Estação Porto Canoas

Depois de ficar um bom tempo admirando as vistas, apreciando todos os ângulos possíveis, fiz a minha última parada na estação Porto Canoas.

É possível ir a pé para a estação, fica próxima e tem lojas, lanchonetes, central de serviços, banheiros, ambulatório e o restaurante Porto Canoas com uma vista privilegiada sob o rio.

estatua-de-santos-dumont-no-parque-iguaçu

Estátua de Santos Dumont, que ajudou a tornar o parque uma realidade

vista-do-rio-acima-das-cataratas porto canoas

Vista do rio acima das cataratas, próximo do restaurante porto canoas

Já eram 16hs quando cheguei à estação e resolvi descansar e arrumar algumas coisas, dei uma olhada nas lojas de lembrancinhas e peguei o ônibus de volta.

Ali percebi que acertei em fazer o passeio do Macuco logo no começo da visita, pois vi um monte de gente molhada ainda e eu já quase seca.

De volta a entrada do parque, tem uma indicação da parada do ônibus 120, é só ficar na fila, que no meu caso ainda bem, não estava grande.

Dicas Extras

– Tire um dia inteiro para visitar o parque e vá sem pressa. O parque é grande e vale a pena ver tudo com calma, parar em cada mirante, cada trilha.

– Se puder, não deixe de fazer o passeio de barco nas Cataratas com a Macuco Safari, custa R$246 o adulto, R$123 crianças e idosos, vale cada centavo!

– Não deixe de fazer o básico, beba muita água, use sempre o protetor solar e repelente.

– Vá de tênis e roupas confortáveis e sim, as chances de você se molhar são grandes nesse passeio. Escolha suas roupas com sabedoria, vale até levar roupa a mais na mochila (principalmente se fizer o passeio de barco nas cataratas).

– Utilize capas de chuva, para se molhar menos e capas para celulares. E se quiser economizar compre antes fora do parque ou em lojas pela cidade, no parque sempre é mais caro.

– Não alimente os quatis! Eles parecem fofos e inofensivos, mas são animais selvagens. São comuns os casos onde eles morderam os turistas que ofereciam alimentos. E não é saudável para qualquer animal comer biscoitos salgadinhos, entre outros alimentos.

– Os quatis também costumam avançar em mochilas e bolsas a procura de comida. Na argentina, um quati subiu nos ombros de um menino pra pegar o salgadinho dele!


Espero que esse post tenha despertado em você um pouco da vontade de conhecer as Cataratas do Iguaçu, eu fiquei realmente impressionada com a capacidade da natureza.

Acompanhe mais da minha viagem por Foz do Iguaçu e outras viagens aqui no blog e me siga nas redes sociais também!


Planeje suas viagens aqui

Planeje sua viagem com os meus parceiros e ajude a rentabilizar o blog.
Isso ajuda a continuar a atualizar o conteúdo e você não paga nada a mais por isso.
Na verdade, você ganha descontos! ❤



Erika Silva
Erika Silva
Querendo conhecer o mundo com apenas 30 dias de férias por ano e sem emendar feriados. Amante de viagens, filmes, séries, ilustração, rock 'n roll, livros, chocolate com coco e outras sobremesas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *