Kawaguchiko: como ir e os melhores lugares para ver o Monte Fuji

Um-dia-em-Colonia-del-Sacramento---Diário-de-viagem-Uruguai
Um dia em Colonia del Sacramento – Diário de viagem Uruguai
04/02/2019
Como fazer uma visita guiada na Casa Rosada - Buenos Aires
Como fazer uma visita guiada na Casa Rosada – Buenos Aires
19/05/2019

Kawaguchiko: como ir e os melhores lugares para ver o Monte Fuji

Kawaguchiko Monte Fuji

O Monte Fuji é um dos ícones do Japão, se você pretende viajar para esse lindo país, não deixe de conhecer essa montanha sagrada mais de perto.

E a região do Lago Kawaguchiko é um dos melhores lugares para ver o Monte Fuji, sendo possível fazer uma viagem de um dia partindo de Tóquio!

Nesse post, vou compartilhar várias informações para uma viagem de um dia partindo de Tóquio para o Monte Fuji e Lago Kawaguchiko.

Sobre o Monte Fuji e a região dos Cinco Lagos Fuji

Com 3.776 metros, o Monte Fuji (ou Fuji-san) é o pico mais alto do Japão e um vulcão inativo desde 1707. É considerado um lugar sagrado e há 100 anos atrás somente monges e peregrinos podiam subi-lo.

Ao sopé da montanha, ficam os Cinco Lagos Fuji, uma região muito bonita, que oferece ótimas atrações ao ar livre, natureza em abundância, instalações de esportes e parques de diversões, tanto para turistas, como principalmente para os japoneses.

 

Os Cinco Lagos Fuji

O Lago Motosu, o mais profundo dos lagos, tem difícil acesso por transporte público e não tem estrutura para viajantes estrangeiros, porém possui alguns acampamentos ao redor do lago.

Há ônibus da linha Omni bus blue que conecta o Lago Motosu a Kawaguchiko station. De Tóquio há um ônibus, por dia direto para o lago, saindo de Shinjuku e leva cerca de 2h50 min.

O Lago Shojiko é o menor e com menos estrutura dos cinco lagos, fica entre o lago Motosu e Saiko. Pescaria e atividades aquáticas e ao ar livre, são praticadas ao redor do lago e tem vistas muito bonitas do Monte Fuji.

A linha de ônibus Omni bus blue liga o Lago Kawaguchiko à Shojiko, com final no Lago Motosu a cada duas horas, assim como o ônibus que sai de Shinjuku para Motosu, passa pelo lago Shojiko.

Lago Saiko é pequeno, mas com certa estrutura. Há cavernas e muito procurado para camping, passeios de barco, pescaria e atividades ao ar livre.

Perto dele fica a sinistra, Aokigahara Jukai, uma floresta densa, ao sul do lago e não indicada para trilhas (apesar de tê-las), pois muitos se perdem. A floresta é conhecida, por algo como “floresta do suicídio”, escolhida por muitos japoneses para se suicidar.

A linha Onmi bus green e outros ônibus regulares circulam entre o Lago Kawaguchiko, indo até Iyashi no sato no Lago Saiko.

O Lago Kawaguchiko é o mais acessível e comercial dos lagos, principalmente para estrangeiros. Vou detalhar mais sobre ele ao longo do post e você também pode conferir no post Monte Fuji e Kawaguchiko – 5º diário de viagem.

O Lago Yamanakako é o maior dos cinco lagos e o segundo com maior estrutura. Procurado para esportes aquáticos, camping e pesca, possui alguns hotéis e casas de banho.

Um local popular para ter uma boa vista do Monte Fuji é o Panorama Dai, que fica ao lado de um estacionamento, a sudoeste do Lago, a 30 minutos de caminhada do ponto de ônibus, “Mikuniyama Hiking Course Iriguchi”.

Há várias linhas de ônibus que saem da estação de Tóquio e Shinjuku para o Lago Yamanakako, assim como há linhas de ônibus da estação de Kawaguhiko também.

Como ir de Tóquio para o Lago Kawaguchiko

Lago-Kawaguchiko-Monte-Fuji---reflexo-no-lago

Foto: Pixabay

Se você quer ter uma excelente vista do Monte Fuji, o Lago Kawaguchiko é o melhor lugar para isso. É fácil de chegar partindo de Tóquio e você pode usar ônibus e trem, mas precisa sair bem cedo para aproveitar melhor o seu dia.

Falando de ônibus e trem, descobri depois da minha viagem, que ir só de ônibus ou só de trem para Kawaguchiko, pode levar o mesmo tempo!

No entanto, de ônibus é sempre mais barato, então fica a dica para quem quer economizar.

Tanto de ônibus como de trem, você compra os tickets na Shinjuku ou Tokyo station (shinjuku é mais certo), dependendo de onde será a parada, sendo que de ônibus é possível comprar on-line, veja mais informações aqui.

Na hora da compra também verifique se o JR Pass (Japan Rail Pass, passe de trem especial para estrangeiros) é aceito para a viagem de trem, acredito que para o trem que vai até Kawaguchiko, não é aceito o JR Pass.

Para ver a melhor rota e o horário que deseja, recomendo o site do Jorudan.

Transportes

Melhor rota de Trem: Saindo de Shinjuku pela Chuo line rapid, parada em Otsuki para troca de trem para Kawaguchiko station. Custa de  2.600 a 4.300 yen (mais que isso é muito caro), tem de 2h20 aproximadamente.

Você comprará já os tickets juntos para seu destino final e há um trem turístico especial, porém mais caro, de Otsuki para Kawaguchiko, consulte na hora de comprar.

De ônibus: Saindo de Shinjuku pela Highway bus direto para Kawaguchiko station. Custa de 1.800 a 2.000 yen, leva de 2hs a 2h20 aproximadamente.

No verão parece que há uma linha que vai até a 5º estação de Kawaguchiko, local que serve principalmente para quem vai escalar o Monte Fuji.

Na minha pesquisa, sempre aparece a Highway bus para comprar as passagens, se alguém souber de outras, deixe aqui nos comentários, por favor.

Como se locomover nos arredores do Monte Fuji

Em Kawaguchiko você irá se locomover pela cidade de ônibus e não se preocupe todas as paradas são sinalizadas nos ônibus ou você pode acompanhar pelo celular se tiver internet móvel.

Agora se você pretende visitar o Chureito Pagoda, você precisa ir de trem, saindo de Kawaguchiko.

Na estação de trem há um excelente ponto de informações turísticas, você pode pedir informações sobre os tickets de ônibus turístico hop on hop off que há na cidade ou mesmo sobre os tickets de um dia (day trip) das linhas de ônibus, incluem os outros lagos também.

busmap_detail

Mapa de ônibus Lago Kawaguchiko e Saiko – Imagem: Japanguide.com

De onde ver o Monte Fuji

Primeiramente, se você pretende ver o Monte Fuji de mais de um lugar lindo, planeje o seu dia sabiamente! São muito lugares para visitar e provavelmente você terá horário para pegar o ônibus de volta, então tenha cuidado com os horários.

Uma má notícia, você pode pegar dias com muitas nuvens e baixa visibilidade, em que não é possível ver o Monte Fuji.

Consulte a previsão do tempo no Japan Meteorological Agency (JMA) ou para você que pretende fazer escalada, pode tentar consultar esse site, mas está todo em japonês, não encontrei em inglês.

Kawaguchiko

A beira do Lago Kawaguchiko a paisagem é linda! – Foto: Arquivo pessoal

 

Lago Kawaguchiko

No Lago Kawaguchiko você pode ter uma vista do Monte Fuji de diversos lugares, afinal ele está ali pertinho, mas no lado oposto do lago (oposto à Kawaguchiko station) a vista me pareceu ser mais garantida, pois dá uma visão mais panorâmica.

Recomendo ir no teleférico Kachi Kachi que leva até o topo do Monte Tenjo, fica a 5 minutos de ônibus da estação ou 15 a pé. Funciona das 9h às 17h e custa 800 yen (Fev/2018).

O Kawaguchiko Music Forest parece mais um parque temático do que um museu, que é dedicado a instrumentos musicais. Tem jardins lindíssimos e uma vista muito igualmente linda do lago e do Monte Fuji.

Vá ao Oishi Park se você tiver um pouco mais de tempo, pois ele fica bem do lado oposto do lago, aprox. 20 minutos de ônibus. Tem uma ótima vista do Monte Fuji, bem panorâmica, além de uma boa estrutura em volta e loja de presentes.

Uma observação muito boa, quando estive em Kawaguchiko notei que há estradinhas e ruelas em torno de quase todo o lago, sempre ligando as ruas à beira do lago e quase sempre, elas proporcionam vista para o Monte Fuji.

Se você pretende passar uma ou mais noites no Lago Kawaguchiko, é possível passear de bicicleta por esses locais, a maioria dos hotéis da região disponibilizam até de graça.

Chureito Pagoda

O Chureito Pagoda é um pagode (templo) de 5 andares e que faz parte do santuário Arakura Sengen.

Ele está localizado na cidade de Fujiyoshida, em uma encosta de montanha e tem uma das vistas mais lindas para o Monte Fuji, principalmente na primavera e no outono.

Para chegar até o Santuário Arakura Sengen, é preciso pegar o trem em Kawaguchiko station para Shimo-yoshida da linha Fujikyu.

Custa 300 yen e leva mais 10 minutos a pé até a colina, saindo da estação Shimo-Yoshida, há indicações de como chegar nas ruas, bem fácil.

chureito-pagoda-santuário-sengen

Chureito Pagoda Foto: Pixabay

Iyashi no Sato

Vou indicar Iyashi no Sato não só pela vista do Monte Fuji, confesso. E sim por que é um lugar muito lindo e fofo!

É uma pequena vila do lado ocidental do Lago Saiko, com casas tradicionais de telhado de colmo (acho que é assim q escreve), que viraram um museu a céu aberto, depois de serem reconstruídas por causa de um tufão em 1966.

É tão lindo e calmo! A vila agora é composta de umas 20 casas com lojas de artesanato local, restaurantes, museus e galerias.

Para chegar a essa vila no Lago Saiko, é preciso pegar um ônibus da Omni bus green line, partindo de kawaguchiko station, leva aprox. 40 minutos.

Iyashi-no-sato-lago-saiko-Monte-Fuji

Vila de Iyashi no Sato Foto: Pixabay

Hospedagens em Kawaguchiko

Se você se encantou com o Monte Fuji e a região, sugiro que passe uma noite e aproveite ainda mais. Em Kawaguchiko, existem hotéis muito bem avaliados, hostels e pousadas, que são ainda melhores se possuem um onsen com vista para o Monte Fuji <3

Um onsen é um banho tradicional japonês, com água muito quente e outras propriedades e lá você ainda aproveita esse banho com vista para o Monte Fuji.

Eu tive o prazer de fazer isso no Guesthouse Sakuya, mas existem outras hospedagens bacanas, dá uma olhada aqui no Booking.com.

Como escalar o Monte Fuji

É possível escalar o Monte Fuji, mas é necessário ficar pelo menos 2 dias na região.

A temporada de escalada oficial começa no início de julho e vai até setembro, quando as trilhas e instalações das montanhas estão abertas, o clima está mais ameno e sem neve.

As datas específicas dependem do ano e da trilha escolhida, verifique antes.

Nesse período, segundo informações em Kawaguchiko, qualquer pessoa mesmo sem muita experiência em escalada, podem enfrentar o trajeto (Cuidado! Japoneses tem outro nível de saúde, já viram como são os idosos japoneses?! rsrs).

O Monte Fuji sendo uma montanha sagrada, muitas pessoas viajam para fazer a escalada até o topo e esta época pode deixar a região bem cheia, principalmente nos fins de semana.

Há várias trilhas de escalada ao redor da montanha: Trilha Yoshida, Subashiri, Gotemba e Fujinomiya. Mais informações e detalhes você encontra aqui.

As trilhas estão divididas em 10 estágios, as pessoas geralmente partem do 5º estágio. Em Kawaguchiko há também estabelecimentos e é possível ter uma vista da região. Em alguns estágios há pousadas para pernoite.

Acima do 8° estágio, pode ocorrer o mal de altitude e quando se tem dor de cabeça forte, náuseas, é recomendado descer imediatamente.

Leve protetor solar, óculos escuros, capa de chuva, lanternas, bebidas para emergência, bastão para caminhar e roupas de frio, pois o cume é muito mais frio que a base da montanha.

Espero ajudar você a ter uma ótima experiência no Monte Fuji e em Kawaguchiko!

Se ainda tiver dúvidas ou se você já foi para lá, deixe um comentário aqui!

 


Opaaaa, se você gostou desse post e quiser dar uma olhada nele novamente, salve esta imagem abaixo no seu Pinterest e não deixe de visitar as pastas do Se vira!

Kawaguchiko-Como-ir-e-os-melhores-lugares-para-ver-o-Monte-Fuji

Este post pode conter links afiliados, o que significa que ganho uma comissão (sem custo extra para você), se você comprar algo com o nosso link. Por favor, me ajude a manter o blog funcionando e utilize nossos links. Obrigada!

Erika Silva
Erika Silva
Querendo conhecer o mundo com apenas 30 dias de férias por ano e sem emendar feriados. Amante de viagens, filmes, séries, ilustração, rock 'n roll, livros, chocolate com coco e outras sobremesas.

5 Comentários

  1. Mariana Tavano disse:

    Oi! Estou indo agora em Julho, você sabe dizer ou lembra se na estação do Chureito Pagoda tem armário para deixar bagagem? Obrigada 🙂

    • Erika Silva disse:

      Oi Mariana, que legal, vai pegar o verão, dizem que é bem quente essa época.
      Então, não lembro se tem armário lá, deixei a minha em Kawaguchiko, mas procurei no Japan guide e achei no fórum a mesma pergunta e não tem, pois não é uma estação grande, é bem simples. Confirma nesse link, está em inglês e tem outros 2 links sobre a estação tb. Se tiver instagram ou face pra acompanhar suas fotos, me manda. Bjos – https://www.japan-guide.com/forum/quereadisplay.html?0+148726

  2. ANGELA MARIA G RIBEIRO disse:

    Puxa, relato super bacana, sintético e esclarecedor. Vou para o Japão no início de 2020 e vou seguir seus conselhos.

    • Erika Silva disse:

      Que ótimo! Queriq voltar ao Japão em 2020, mas não vou conseguir. Boa viagem e se quiser ajuda posso tentar te ajudar! Bjos

  3. Oração disse:

    Obrigado…Eu realmente aprendi muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *